Caros associados da ANM-APD

A Associação Nacional de Milsim - APD surgiu da nossa vontade de defender os praticantes de actividades recreativas e desportivas com utilização de artigos de airsoft e de paintball e da vontade de promover e desenvolver a prática recreativa e desportiva MILSIM, isto é, simulação militar, policial e de segurança,  bem como de promover diversas outras actividades recreativas e desportivas de aventura, de natureza ou radicais que possuem conexão com a plena prática da simulação militar recreativa e desportiva.

Neste sentido procuramos, desde o inicio, encontrar uma forma de adesão mais barata, menos burocrática e que fosse ao encontro das necessidades dos praticantes bem como iniciamos o processo de criação das condições logísticas necessárias a uma superior prática das actividades recreativas e desportivas.

Assim o valor anual a pagar por um associado é de apenas 10€ tendo o vinculo de membro da ANM-APD mais do que apenas uma opção de validade temporal libertando por exemplo o associado do incómodo das renovações anuais, já temos operacional o nosso Centro Desportivo de Montejunto e em breve teremos disponível o serviço de adesão online para associados.

Ainda visando defender os interesses dos associados da ANM-APD temos vindo a a apresentar e a promover junto dos deputados da Assembleia da República, incluindo nas reuniões realizadas com o Grupo Parlamentar do PS e do PSD, uma proposta a incluir na alteração do Regime Jurídico de Armas e Munições:

"...

Desta forma propomos que a alínea b) do número 4 do Artigo 1º passe a ter a seguinte redacção :

b) Os marcadores de paintball e os artigos desportivos com a configuração de arma de fogo para fins recreativos e desportivos aptos unicamente a disparar projéctil não metálico sem recurso a propulsor de combustão e cuja energia à saída do cano seja inferior a 13J, são regulados por lei própria e pelas Associações Promotoras de Desporto.

..." 

( Extracto da proposta de alteração legislativa apresentada pela ANM-APD )

Esta proposta resulta do simples facto que os artigos desportivos  de airsoft e de paintball não são armas e que não faz sentido serem regulados pela chamada "lei das Armas"; assim é nosso entendimento que os artigos desportivos de airsoft e de paintball devem estar enquadrados pela legislação desportiva e pela regulamentação produzida pelas Associações Promotoras de Desporto.

A título de mero exemplo, em termos do enquadramento jurídico, é também muito clara a nossa fundamentada oposição à pintura destes artigos desportivos bem como ao estrangulamento desta actividade recreativa e desportiva pela determinação de que apenas as APD podem organizar actividades com uso destes artigos desportivos.

Por último é nosso entendimento que os treinos, jogos e eventos dentro do âmbito do nosso objecto social merecem o nosso incentivo e apoio estando já decidido o nosso apoio ao evento KRAKEN - Wildlands; ao evento internacional SOUTHFRONT e ao evento internacional HERCULES XI.

Com os melhores cumprimentos,

Américo Vitorino

Presidente da Direcção da ANM-APD